Saco Ideal & Co x Cabana

Depois de termos desenvolvido uma colaboração de sucesso com a Ideal & Co, lançamos através da Cabana (a nossa actual loja online e da qual O Editorial é co-fundador conjuntamente com o Abram a Boca e Fechem os Olhos) uma nova colaboração com a marca portuguesa. A Ideal & Co é verdadeiramente especial pela sua bonita colecção de malas e acessórios, bem como por promover a manufactura e materiais nacionais de qualidade. Como tal, quando pensámos em desenvolver uma colaboração que reflectisse o tipo de peça que utilizamos todos os dias, os nossos amigos da Ideal & Co estavam no topo da lista.

Este saco em canvas selvedge - produzido em teares antigos em exclusivo para a Ideal & Co e apresentando umas características riscas verticais - e pele de curtimenta vegetal - livre de crómio na sua produção - é simplesmente perfeito para tudo o que se possa pensar, seja ir para o trabalho, viajar, ao mercado ou fazer um piquenique.

Bastante robusto, com espaço para tudo (com três pequenos compartimentos no interior e um lateral com fecho de correr) e com elegantes alças e pormenores em pele, o saco Ideal & Co x Cabana é uma peça para usar e abusar, que certamente vai durar uma vida!

Compre aqui.

idealcoXcabana1

idealcoXcabana2

Barrocal

Desde o início que o Barrocal é um projecto que nos apaixona, pela ambição, estética cuidada e por valorizar uma das regiões mais bonitas em Portugal, o Alentejo. Temos acompanhando todo o percurso do Barrocal desde a criação do primeiro site, com entrevistas aos arquitectos Souto de Moura e John Pawson - autores das residências que serão construídas na propriedade - ao lançamento do livro e dos vinhos do Barrocal, mas agora o projecto deu um passo importante com a sua abertura ao público através do novo hotel, spa e restaurante.
Liderado por José Uva, o Barrocal pretende tornar-se num ponto de referência e de de descoberta desta região do Alentejo e certamente o será pela beleza da propriedade e dos novos espaços renovados. Tendo o projecto geral ficado a cargo do arquitecto Souto de Moura e os interiores desenhados pelo atelier Anahory Almeida, o hotel é um magnífico exercício de simplicidade, um elogio modernizado à arquitectura vernacular e aos produtos locais. Decorado com mobiliário vintage português, materiais naturais, tapetes de Arraiolos e iluminação industrial, o hotel está perfeitamente à serenidade da paisagem envolvente, convidando a longas horas de relaxamento e observação das planícies alentejanas.
Para além do hotel, o restaurante e o spa são igualmente pontos de passagem obrigatória no Barrocal. Enquanto no primeiro os produtos locais orgânicos assumem um papel de destaque através de uma filosofia da quinta para a mesa, no spa os tratamentos ficam a cargo dos produtos naturais da Susanne Kaufmann e pode usufruir da sauna e sala de hidroterapia. Ainda pode fazer piqueniques, provas de vinhos, caminhadas e passeios de bicicleta em torno do Alqueva, bem como visitar a a bonita vila de Monsaraz ou Évora. Entretanto espreitem o novo site, é um excelente aperitivo. Mal podemos esperar para visitar o Barrocal!

“Na mesma família há mais de 200 anos, a propriedade tem o seu coração no monte, uma antiga pequena vila agrícola, que foi trazida de volta dos ritmos da vida quotidiana rural como um notável hotel de luxo discreto, situado no meio de velhos carvalhos, oliveiras e vinhedos. Aqui, a sensação de estar em casa está intimamente ligada com o sentimento de pertença à vastidão da terra.”

barrocal5

barrocal6

barrocal7

barrocal8

barrocal9

Cabana

Este é um projecto que nasceu da minha paixão e da Marta (minha mulher e parceira no ‘crime’) e que se materializou após muitos meses a planear, escolher produtos únicos e elaborar colaborações com as nossas marcas favoritas. A Cabana abre agora online (na versão portuguesa e de seguida a internacional) e muito brevemente terá a sua primeira loja pop-up em Lisboa! Este é um espaço de partilha de coisas bonitas, uma curadoria de objectos intemporais e duradouros para tornar o quotidiano mais feliz, esperamos que se apaixonem como nós e que também sigam o blog da Cabana, que terá um misto de novidades, receitas, entrevistas, inspirações e muito, muito mais! Na homepage d'O Editorial pode encontrar uma selecção de produtos da Cabana.

“Seja bem-vindo à Cabana, à nossa cabana que é também sua. Esta é uma loja com coisas bonitas de Portugal e além-mar, onde as portas estarão sempre abertas, porque a ideia é mesmo essa: entrar, ver de perto todos os pormenores e demorar o tempo que quiser. Gostamos de objectos funcionais com um design intemporal, coisas que trazem beleza ao nosso quotidiano e tornam os momentos especiais. Acreditamos que mais vale ter menos, mas melhor, investir em peças que possam passar de geração em geração.
Queremos que se apaixone por cada produto como nós nos apaixonámos, porque todos foram escolhidos a dedo pela sua qualidade e atenção ao detalhe. A Cabana é nossa, mas fizemo-la para si!”

escritorio_home

cozinha_home

lifestyle_home

leitura_home

casa_home

 

 

Walls of Benin

Trazidos da Índia pelos britânicos, onde eram utilizados pelos muçulmanos, os pijamas acabaram por se tornar numa peça essencial da indumentária doméstica da classe alta britânica nos séculos XVIII e XIX. Recuperando esta peça que caiu em desuso até recentemente, Chi Atanga lançou a marca Walls of Benin, cruzando a cultura ocidental e africana de forma exemplar. Tendo-se inspirado para o nome na extensa muralha que protegeu o Reino do Benim durante séculos, Atanga desenvolveu uma apelativa colecção onde o design simples do pijama tradicional se cruza com coloridos padrões africanos.
Sedeado no Porto e produzindo a colecção em Portugal, Chi Atanga tem como sonho futuro fabricar integralmente as suas linhas em território africano através da iniciativa Fabrica Sacred Heart, promovendo o desenvolvimento sustentável e responsabilidade social. Para além deste projecto em curso, gostamos da bonita reinterpretação do pijama clássico através da combinação de atenção ao detalhe e padrões inusuais, perfeitos para acordar com um sorriso na cara! Fazer pré-encomenda aqui.

“Tal como a música ‘Cape Cod Kwassa Kwassa’, a Walls of Benin é influenciada pela mistura das culturas nativa e ocidental. Os nossos produtos e perspectiva definem de forma perfeita o exotismo refinado do Oriente encontra o Ocidente, igualmente tradicional e novo, requintado mas crú.”

wallsofbenin1

wallsofbenin4

wallsofbenin2

Grandes Vidas Portuguesas II

Depois de ter lançado os primeiros quatro volumes da colecção ‘Grandes Vidas Portuguesas’ conjuntamente com a Imprensa Nacional - Casa da Moeda, a Pato Lógico lança agora os novos livros desta série dedicada a personalidades de destaque na história de Portugal. Ilustrados de forma exemplar, os livros descrevem as vidas de Alfredo Keil, Aristides de Sousa Mendes, Ana de Castro Osório e Azeredo Perdigão, e a sua importância para a história do país. Enquanto o artista Alfredo Keil ficou conhecido pela criação do hino 'A Portuguesa' e o consul Aristides de Sousa Mendes salvou milhares de judeus e refugiados no decorrer da Segunda Guerra Mundial, Ana de Castro Osório foi uma destacada feminista e a criadora da literatura infantil em Portugal e José de Azeredo Perdigão foi o primeiro presidente da Fundação Calouste Gulbenkian e importante figura na divulgação da cultura e ciência no país. Apesar de indicados para crianças e dirigidos para a criação de novos leitores, este conjunto de livros são sem dúvida muito interessantes para graúdos também!

grandesvidas1

grandesvidas3

grandesvidas5

grandesvidas7

O Melhor do Ribatejo

Por vezes o Ribatejo fica esquecido devido à riqueza gastronómica das regiões vizinhas, no entanto dois designers de Santarém decidiram-se a contrariar isto com a criação da loja online O Melhor do Ribatejo. Inspirados pela cultura popular ribatejana, os dois fundadores percorreram a região em busca dos produtos mais autênticos e deliciosos, apostados em partilhá-los com todos.
Como homenagem a todos os ribatejanos, as embalagens estão ilustradas com figuras típicas, dando um toque de ironia e uma imagem divertida do folclore local.
Valorizando os produtos e o trabalho dos artesãos do Ribatejo de forma exemplar, a loja apresenta uma selecção de deliciosos produtos tradicionais como doce de figo, queijo de cabra, mel de rosmaninho, sal aromatizado ou azeite extra virgem. A visitar!

ribatejo4

ribatejo3

ribatejo1

O Apartamento

Tudo começou no ano passado com a loja temporária Lisbon Winter Store, em colaboração com a revista Cereal. Agora no seu novo espaço permanente, O Apartamento iniciou a sua programação de eventos que pretendem reunir pessoas de diferentes espectros, criar sinergias e fomentar projectos. Instalado numa casa real no centro de Lisboa, repleta de luz e decorada de forma simples e acolhedora, O Apartamento espelha o bom gosto do seu fundador, o nosso amigo Armando Ribeiro, mas também a sua necessidade de partilhar as coisas boas da vida, seja arte, design ou comida. Tendo como objectivo trazer trimestralmente a Lisboa uma revista internacional convidada, para apresentar o seu novo número e projectos associados das suas cidades, O Apartamento pretende também promover residências artísticas, lojas temporárias, exposições, jantares, workshops ou lançamentos de marcas. Estivemos n'O Apartamento para o primeiro evento, o lançamento do terceiro número da Openhouse e falámos com Armando Ribeiro:

Fala um pouco de ti…
Tenho 43 anos, gosto e necessito de viajar. Sou viciado em revistas. Gosto muito de fotografia, dança contemporânea , livros, cinema etc. Tenho a necessidade de estar perto da natureza, tenho muitas plantas em casa. Tenho 1 gato lindo. Acredito que só podemos fazer bem algo se acreditarmos no que fazemos e com quem fazemos.  Gostava de ter mais tempo para cozinhar e fazer desporto. Não bebo café. Sou muito independente mas gosto muito de partilhar.

apartamento3

Como surgiu a ideia d'O Apartamento? O que mais gostas no espaço?
Foi surgindo ao longo dos anos e em Setembro de 2014 avancei com o projecto. A ideia começou com a possibilidade de convidar revistas internacionais a vir a Lisboa apresentarem o seu último número e a trazerem um projecto associado. Como já disse sempre fui viciado em revistas e ia me perguntando quem fazias as revistas, quem eram essas pessoas e a partir dai foi ganhando forma o projecto. 

"A luz do Apartamento é muito especial! Foi sem dúvida determinante para a escolha do local, bem como a divisão do espaço e o facto de ser totalmente branco."

apartamento2

Como surgiu o teu amor por revistas? Quais as tuas publicações favoritas?
Desde adolescente que comecei a comprar revistas e não parei mais. Sempre fui muito curioso com o que se passa no mundo e sempre quis ir conhecer o mundo. As revistas enquanto era adolescente eram a forma de ir viajando. Fazia cadernos sobre cada cidade e onde iria quando fosse possível. Os hotéis, os restaurantes , as lojas, as galerias etc. Gosto muita da Ernest Journal, Boat, Another Escape, Kinfolk, Openhouse Magazine, Riposte, Suitecase, Oak e de muitas outras.

apartamento4

Como vês O Apartamento daqui a um ano?
Não te sei dizer. Acabámos de abrir portas. Espero que continue uma paixão para todos os 3 ( somos três na equipa ) e que cada vez mais as pessoas conheçam o espaço, apareçam para o visitar e espero que tenhamos cada vez melhores projectos e que a partilha, que é o factor principal do projecto, chegue a cada vez mais pessoas.

apartamento1

Locais onde levarias um amigo estrangeiro que viesse a Portugal?
Para jantar ao De Castro Flores, à Tasca Cardoso. Para almoço o Espaço Espelho de Água ou o Este Oeste no CCB. Para um sunset o Sky Bar do Tivoli Lisboa ou o Park. Galerias e museus: Gulbenkian, Barbado Gallery, Mude - Museu da Moda e do Design, entre outras. Para compras: A Vida Portuguesa, o Cais Pimenta Rosa, a LX Factory, os antiquários de São Bento. Depende sempre do amigo ou amiga.

apartamento6

Velo Culture Porto

Quando fomos à festa de lançamento da bicicleta O Editorial x Velo Culture no ano passado, o Miguel Barbot, co-fundador da loja, contou-nos que iriam abrir uma Velo Culture no centro do Porto e desde logo ficámos curiosos com a ideia. Aberta recentemente, a nova loja apresenta a mesma qualidade a que estamos habituados na Velo Culture, mas agora num espaço mais arejado e com direito a esplanada nas traseiras, ideal para descansar e beber uma cerveja depois de umas pedaladas no verão. Para além da bicicleta O Editorial x Velo Culture estar a fazer sucesso na montra, o novo espaço perto da Plácio de Cristal apresenta uma cuidada selecção de bicicletas, selins, malas e acessórios. Destacamos as bonitas bicicletas Pelago, a colecção Brooks, os alforges Carradice e o calçado da Quoc Pham. Uma visita obrigatória!

Velo Culture Porto
Rua D. Manuel II nº 346
4050-344 Porto

velocultureporto2

veloculture3

veloculture4

Revista Mirus

Fundada pelo fotógrafo suíço Stefan Jermann, a revista online Mirus é uma publicação independente dedicada à descoberta de cantos escondidos nas grandes cidades. Sendo cada edição dedicada a um único bairro, a Mirus transmite de forma realista o ambiente e as pessoas que fazem a alma de cada um destes espaços urbanos, seja um ‘quartier’ em Marselha ou um ‘barrio’ em ascensão em Buenos Aires. No terceiro número, a revista dirigiu-se a Lisboa para documentar a transformação que está a ocorrer no Intendente. Conjuntamente com o nosso bom amigo Ivan Carvalho, jornalista e correspondente da Monocle em Milão, Jermann visitou este pequeno pedaço de Lisboa, que promete ser a âncora para a revitalização deste bairro degradado. Mostrando que o empreendedorismo e o activismo social podem ser as receitas de sucesso para a evolução de um bairro e seus habitantes, a Mirus falou com algumas das pessoas que estão a fazer a diferença no Intendente, bem como visitou os espaços locais mais emblemáticos. Para além de falar com Catarina Portas, fundadora d’A Vida Portuguesa (que abriu a sua terceira aqui), e Marta Silva, que gere a Largo Residências (o centro da revitalização cultural do Intendente), a revista visitou a Cervejaria Ramiro, a loja vintage Retrox, o FabLab, o Mercado do Forno do Tijolo, entre muitas outras coisas. Uma leitura obrigatória!

“O que acho interessante no Intendente é que é o único bairro inesperado em Lisboa. Não sei quem vou encontrar na rua e que tipo de pessoas vou conhecer. Por exemplo na Avenida da Liberdade ou no Bairro Alto, esperas ver locais de uma certa classe social, vestidos de certa forma e claro há os turistas. Aqui, é surpreendente. Às cinco da tarde, os emigrantes africanos vão para a mesquita, podes ver adolescentes portugueses a vadiar pelo largo. À noite, pode haver artistas ou um casal estrangeiro a beber uma cerveja no bar. É um ponto de encontro para pessoas de todas as facetas da sociedade.” Catarina Portas

mirus8

mirus6

mirus7 c

mirus10

mirus9

mirus4

mirus5