J. Lisbon

Mais conhecido por ser a pessoa por detrás da câmara do blog O Alfaiate Lisboeta, José Cabral apresentou recentemente o seu novo projecto, J. Lisbon, uma loja online de roupa para homem. Tal como O Editorial, José Cabral (em baixo, com um casaco azul escuro) aprecia as coisas bem feitas, a atenção ao detalhe e a divulgação das melhores marcas nacionais. Desejando contrariar a falta de contexto visual da maioria das lojas online, J. Lisbon apresenta a excelente selecção de peças de forma mais casual e pessoal, à imagem do trabalho desenvolvido n'O Alfaiate Lisboeta ao longo dos últimos cinco anos. Para além da vertente visual mais realista, cada peça é acompanhada por uma nota de José Cabral, resultado da sua apreciação pelas marcas apresentadas. Para além de peças assinadas pelos nossos amigos da Ideal & Co, La Paz e Green Boots, J. Lisbon apresenta uma ecléctica selecção de marcas portuguesas e internacionais, incluindo Lobo Marinho, No Brand, Parka London e WLROD, entre outras. Falámos com José Cabral para saber mais sobre o seu projecto:

Como surgiu a ideia do J. Lisbon?
Há dois anos um Director Regional do Ministério da Economia tinha-me desafiado para fazer um site em torno de marcas portuguesas. Visitei algumas marcas e fábricas, mas a iniciativa nunca chegou a avançar. A verdade é que acabou por me obrigar a pensar um pouco em modelos de retalho e, em particular, em modelos de retalho online. Como a experiência com O Alfaiate Lisboeta me empurrou sempre, por assim dizer, para contextos visuais reais e para uma perspectiva algo romântica mas sempre muito franca das coisas, achei que tinha sentido criar uma loja onde as pessoas sentissem que, mais que a lógica comercial e financeira inerente a qualquer negócio, houvesse ali também um sentido conceptual e um esforço genuíno para acrescentar valor aos seus clientes.

"E gostava que fosse algo dirigido ao homem. Porque era uma forma de poder controlar tudo até ao mais ínfimo detalhe - os reviews do J. Lisbon são consequência da experiência que eu mesmo tive com o produto - e porque, como homem, gosto de marcas e projectos que se dedicam exclusivamente àquilo que eu entendo ser a minha realidade ou as minhas necessidades."

Como escolheste as marcas?
Abordei as marcas das quais mais gosto e que acho que (ainda) não têm muita notoriedade. Porque nenhum homem precisa do J. Lisbon para conhecer, por hipótese, os pólos da Lacoste. O objectivo é também dar a conhecer novos produtos e marcas ao homem e, dessa forma, acrescentar-lhe valor.

Como defines o teu estilo?
Clássico. Mas diria que não sou demasiado convencional. Ou pelo menos não o sou seguramente na medida que o homem português (ainda) o é. Mas ainda assim... acho que 'clássico'.

jlisbon2

jlisbon3

jlisbon4

jlisbon6