Casa no Príncipe Real

No Domingo passado, antes de visitarmos a loja pop-up da Monocle, passámos mais uma vez por um dos edifícios que mais apreciamos em Lisboa, projectado pelos Camarim Arquitectos para a utilização própria. A poucos metros do Jardim do Príncipe Real, este pequeno edifício de 5 pisos captou a nossa atenção desde a fase de projecto, no entanto depois de construído assumiu-se como uma excelente representação do que deve ser a integração de um elemento arquitectónico moderno no tecido urbano histórico da cidade. Com um lote de apenas 41 m², a Casa no Príncipe Real apresenta uma série de soluções originais ao nível da organização de espaço e do processo de construção. Enquanto cada piso assume uma função particular, devido à exiguidade do terreno, o sistema de construção em aço leve - LSF - permitiu ultrapassar a dificuldade da instalação de um estaleiro no local e também fornece um excelente desempenho térmico e acústico.
A atenção ao detalhe e a procura de soluções inovadores está patente em todo o edifício, desde o exterior aos interiores. O revestimento da fachada resulta de uma abordagem contemporânea ao azulejo do edifício anterior, que estava em avançado estado de degradação. Inspirados pelo motivo decorativo do azulejo original, os arquitectos desenvolveram num padrão abstracto que se materializa em 3 media distintos: uma base de azulejo liso, um corpo de azulejo com baixo-relevo e um entablamento de metal perfurado, permeável à luz. No interior, enquanto o átrio funciona como uma chaminé térmica para arrefecimento passivo durante a Primavera e o Verão e como um elemento de ligação entre os pisos, a escolha de materiais é especialmente apelativa, desde a madeira dos pavimentos e escadas, o betão exposto ou a pedra que reveste as zonas de banho. Brilhante!

casaPreal2

casaPreal3

casaPreal5

casaPreal4 cópia

casaPreal6