Os Clássicos da Gubi

Conhecida por ser uma das mais inovadoras marcas dinamarquesas (a cadeira Gubi 1 foi a primeira do mercado a ser concebida com a tecnologia de moldagem 3D de contraplacado), a Gubi regressou ao passado para se afirmar como uma das grandes referências do design nórdico. Tendo adquirido a britânica Bestlite há uns anos atrás, autora dos emblemáticos candeeiros desenhados por Robert Dudley Best em 1930, a Gubi relançou recentemente alguns clássicos de design desconhecidos do grande público, mas bastante procurados entre coleccionadores. Para além do magnífico espelho Adnet, concebido para a Hermès nos anos cinquenta por Jacques Adnet, e do original mobiliário de Mathieu Matégot, a marca dinamarquesa lançou os candeeiros da designer sueca Greta Grossman. Desenhados nos anos quarenta, os candeeiros Gräshoppa e Cobra representam o melhor estilo modernista, exibindo um perfeito balanço entre elegância e funcionalidade. Para além dos candeeiros, a Gubi vai relançar em breve algumas peças de mobiliário da linha 62-series, que fizeram furor na loja que Grossman abriu em Los Angeles em meados do século passado. Gosto especialmente da pequena secretária em nogueira e metal pintado preto.