Edição Especial: Entrevista com Velo Culture

Depois de ontem termos apresentado a bicicleta de edição especial O Editorial x Velo Culture, falámos com Miguel Barbot e Sérgio Moura, co-fundadores da Velo Culture:

O que torna especial a bicicleta O Editorial x Velo Culture?
A bicicleta foi pensada por nós e tivemos a preocupação de escolher peças e materiais de grande qualidade. Conseguimos controlar todo o processo porque toda a bicicleta foi montada por nós, peça a peça. O quadro é também fabricado em Portugal.

"O estilo da bicicleta é definido pelo quadro compacto, que é depois equipado com peças vocacionadas para uma utilização urbana intensiva."

Escolhemos marcas com pedigree nisto das bicicletas urbanas. Os travões de cubo, as mudanças internas, as manetes de mudanças e travões e até o pedaleiro são da Sturmey Archer. O selim é um Brooks Cambium, em borracha natural e algodão orgânico impermeabilizado.
No final, a combinação de cores, com a geometria e estilo da bicicleta acabam por ser muito felizes. Claro que quando temos materiais bons, isso vai acabar por sobressair também.

Como acham que tem evoluído o ciclismo urbano em Portugal?
Lentamente, muito lentamente. Em 2010 - 2011 parecia-nos que ia haver um boom, um crescimento mais acelerado, mas o ritmo tem sido lento. As pessoas gostam demasiado dos seus carros e nos últimos 30 anos deixaram-se aburguesar. Com o regresso das pessoas ao centro das cidades, o que é evidente aqui no Porto, as coisas vão melhorar. Mas vai demorar bastante, se não houverem políticas públicas que tornem as coisas mais fáceis.

Quais os vossos percursos preferidos para pedalar?
Pedalar no Porto é sempre um prazer. Na zona de Matosinhos onde estamos, perto do Porto de Leixões, a cidade é perfeita para se usar a bicicleta, que é de longe o meio de transporte mais eficiente. A cidade é totalmente plana e funciona numa escala muito boa para quem anda de bicicleta. O carro aqui é um elemento estranho: não há estacionamento e as distâncias não justificam o tempo que se perde só para pôr e tirar o carro do sítio.

"Mas os percursos preferidos são naturalmente fora do Porto. Costumamos sair com as bicicletas de estrada para o Gerês ou para o Douro. São também muito bons os passeios matinais pelas marginais em direcção a sul, especialmente quando ainda está tudo a dormir e está aquela neblina linda."

oexvcYbarbot

Fotos por Alice Bernardo