Archie Grand

This post is only available in portuguese.Cadernos há muitos, mas poucos são tão especiais como os da Archie Grand. Quando os descobri na página de uma revista há uns anos atrás, soube de imediato que os teria de integrar na colecção de produtos da Paris-SeteColoridos, simples e repletos de ironia, os Archie Grand são sem dúvida uma excelente alternativa aos aborrecidos cadernos que preenchem as prateleiras das papelarias. Criada por Johan Kärrman, a marca sueca apresenta títulos românticos e intrigantes, tais como Lovers I Had and Liked e Secret Agents I Met and Liked, bem como cadernos com temas mais divertidos como Faux Pas I Made and Liked ou Lies I Told and Liked. O Editorial falou com o editor Johan Kärrman para saber o conceito por detrás da marca:

O Editorial: Como te ocorreu a ideia de criar a Archie Grand? Johan Kärrman: Eu passei os anos noventa em Londres a tirar o meu curso de arte e mais tarde a trabalhar. Durante esse período conheci algumas personagens da sociedade inglesa (Alan Clark, Nigel Coates, Lord Archer, Bruce Bernard, entre outros). Quando, uma década mais tarde, planeei o meu regresso à Suécia, eu tinha a noção que cada um destes charmosos charlatães deveria receber um caderno com uma cor a combinar - uma oferta para os ajudar nos seus objectivos criativos. E foi deste modo que a Archie Grand Notebooks, para amigos e inimigos, nasceu!

Onde procuras inspiração para os títulos dos cadernos? Na minha vida pessoal. Eu crio cadernos para pessoas que tenha conhecido, gostado ou por vezes desgostado. Algumas ficam amigas muito próximas, outras apenas conheci numa ocasião isolada. No entanto, todas elas provocaram uma enorme impressão em mim. E em grande medida são todas pessoas criativas - sejam cientistas ou designers ou simplesmente hipsters obscuros.

Quais são os títulos que mais se vendem? LOVERS I MET AND LIKED. Eu acredito que este título tem um grande valor poético e é algo com que todos nos podemos relacionar, é profundamente humano e romântico, e um pouco melancólico.

Quais os planos para o futuro da Archie Grand? Eu tento sempre educar as pessoas, não literariamente, mas com objectos, uma peça de texto ou design. Tento sempre e introduzo uma forma de pensamento ligeiramente diferente. De momento, estamos a fazer velas de ‘conversação’, para garantir que os temas falados ao jantar não se percam no ar. Estamos igualmente a trazer humor e cor aos preservativos, entre outras coisas.