2011 de A-Z

This post is only available in portuguese.Com o fim do ano a aproximar-se, O Editorial deixa aqui um A-Z de algumas coisas que marcaram 2011: A para Abram a Boca e Fechem os Olhos, um dos meus blogues favoritos, de autoria de Marta Braga.

B para Bicicleta, o melhor meio de transporte na cidade (e não só).

C para Cycle Brunch, descontraído piquenique organizado pela Matilha Cycle Crew.

D para Delicate, o apelativo livro da Gestalten dedicado ao mundo da comida.

E para Equador, a melhor e mais original chocolataria do país.

F para Faux Pas I Made and Liked, novo caderno da Archie Grand.

G para Granger & Co, o primeiro restaurante na Europa do conhecido chef australiano Bill Granger.

H para House Industries, pelos seus inspiradores produtos e fontes.

I para a Iniciativa do Bá Studio em realizar uma magnífica exposição sobre o trabalho de Coralie Bickford-Smith para a Penguin.

J para José Lourenço, artista português que continua a apresentar magníficos trabalhos inspirados em arquitectura.

K para Kenneth Grange, icónico designer que foi alvo de uma interessante exposição no Design Museum.

L para L'Oiseau, o novo acessório em forma de pássaro da Vitra, desenhado por Ronan & Erwan Bouroullec.

M para Monocle, por continuar a ser uma das melhores revistas do mercado e por ter lançado a rádio Monocle 24.

N para Nomeação do Porto para o prémio de melhor cidade nos Wallpaper Design Awards.

O para Organii, por continuar a oferecer uma vasta gama de cosméticos orgânicos no mercado nacional.

P para Paris, a cidade que mais gostei de visitar em 2011.

Q para Quoc Pham, por produzir as mais apelativas sapatilhas para andar de bicicleta.

R para Rapha, por continuar a apresentar os melhores acessórios para ciclismo.

S para Smith Journal, a melhor revista masculina do mercado.

T para This is, a inspiradora série de livros infantis desenhada por Miroslav Sasek nos anos sessenta.

U para Urquiola (Patricia), por continuar a apresentar criações repletas de originalidade e elegância.

V para VitraHaus, por ser a mais inovadora, inspiradora e impressionante loja a nível internacional.

W para We Trust, que veio demonstrar que em Portugal se produz música de grande qualidade.

X para XX, o fantástico álbum dos The XX.

Y para Yanagi (Sori), emblemático designer do banco Butterfly, que deixou o mundo do design industrial em 2011.

Z para Zwart (Paul de), por continuar a lançar produtos simples e de qualidade através da sua marca Another Country.

Imagem: Quadro de José Lourenço para a exposição Typewriter